Helder Bastos defende tese de doutoramento sobre ciberjornalistas em Portugal

19 10 2008

Helder Bastos, um dos fundadores do ObCiber, defende terça-feira, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, a sua tese de doutoramento, intitulada “Ciberjornalistas em Portugal: Práticas, Papéis e Ética”.

É a primeira tese de doutoramento sobre Ciberjornalismo defendida em Portugal (a segunda de um investigador português) e também a primeira sobre o Ciberjornalismo produzido no país.

O júri será constituído por Nelson Traquina, orientador do doutoramento, Cristina Ponte, João Pissarra e os arguentes Rogério Santos e João Canavilhas – o primeiro português a defender uma tese de doutoramento sobre Ciberjornalismo/Webjornalismo, em 2007, na Universidade de Navarra Salamanca, Espanha.

Helder Bastos é docente na Licenciatura em Ciências da Comunicação da Universidade do Porto desde a sua criação, em 2000. Entre 1996 e 2002, foi docente na Escola Superior de Jornalismo. Em 1999, defendeu a tese de mestrado, também sob a orientação de Nelson Traquina, intitulada “Jornalismo Electrónico: Internet e Reconfiguração de Práticas nas Redacções”, publicada em livro. Como jornalista, profissão que exerceu entre 1988 e 2003, trabalhou no Jornal de Notícias, Rádio Press e Diário de Notícias.