“Ciberjornalistas 3.0” será o tema do #5COBCIBER

25 02 2016

O V Congresso Internacional de Ciberjornalismo (#5COBCIBER) já tem datas. Será nos dias 24 e 25 de novembro, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Quanto ao tema, esta edição versará sobre “Ciberjornalistas 3.0”.

Numa altura em que os desafios são cada vez maiores para os cibermédia e ainda mais para os profissionais que para eles trabalham, dos ciberjornalistas aos gestores de redes sociais e / ou de comunidades, este é um espaço privilegiado para a reflexão e o debate. Não apenas entre académicos, mas também com profissionais e estudantes.

Esta é uma iniciativa do Observatório do Ciberjornalismo, que de dois em dois anos congrega alguns dos maiores nomes do ciberjornalismo internacional e nacional. “Jornalismo 3G” (2008), “Modelos de negócio para o jornalismo na Internet” e “Redes sociais e ciberjornalismo” (2010), “A convergência” (2012) e “Qualidade e credibilidade no ciberjornalismo” (2014) foram os temas abordados nas últimas edições.

Anúncios




Livro “Ciberjornalistas em Portugal”, de Helder Bastos

14 06 2011

Ciberjornalistas em Portugal.jpg

Acaba de ser publicado o livro “Ciberjornalistas em Portugal: Práticas, Papéis e Ética“, correspondente à tese de doutoramento de Helder Bastos, investigador do ObCiber.
Uma obra indispensável para quem se interessa por ciberjornalismo.





Questionário a ciberjornalistas

14 04 2011

Agradece-se a colaboração de todos os ciberjornalistas na resposta a este pequeno questionário.





Helder Bastos defende tese de doutoramento sobre ciberjornalistas em Portugal

19 10 2008

Helder Bastos, um dos fundadores do ObCiber, defende terça-feira, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, a sua tese de doutoramento, intitulada “Ciberjornalistas em Portugal: Práticas, Papéis e Ética”.

É a primeira tese de doutoramento sobre Ciberjornalismo defendida em Portugal (a segunda de um investigador português) e também a primeira sobre o Ciberjornalismo produzido no país.

O júri será constituído por Nelson Traquina, orientador do doutoramento, Cristina Ponte, João Pissarra e os arguentes Rogério Santos e João Canavilhas – o primeiro português a defender uma tese de doutoramento sobre Ciberjornalismo/Webjornalismo, em 2007, na Universidade de Navarra Salamanca, Espanha.

Helder Bastos é docente na Licenciatura em Ciências da Comunicação da Universidade do Porto desde a sua criação, em 2000. Entre 1996 e 2002, foi docente na Escola Superior de Jornalismo. Em 1999, defendeu a tese de mestrado, também sob a orientação de Nelson Traquina, intitulada “Jornalismo Electrónico: Internet e Reconfiguração de Práticas nas Redacções”, publicada em livro. Como jornalista, profissão que exerceu entre 1988 e 2003, trabalhou no Jornal de Notícias, Rádio Press e Diário de Notícias.