“Ciberjornalistas 3.0” será o tema do #5COBCIBER

25 02 2016

O V Congresso Internacional de Ciberjornalismo (#5COBCIBER) já tem datas. Será nos dias 24 e 25 de novembro, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Quanto ao tema, esta edição versará sobre “Ciberjornalistas 3.0”.

Numa altura em que os desafios são cada vez maiores para os cibermédia e ainda mais para os profissionais que para eles trabalham, dos ciberjornalistas aos gestores de redes sociais e / ou de comunidades, este é um espaço privilegiado para a reflexão e o debate. Não apenas entre académicos, mas também com profissionais e estudantes.

Esta é uma iniciativa do Observatório do Ciberjornalismo, que de dois em dois anos congrega alguns dos maiores nomes do ciberjornalismo internacional e nacional. “Jornalismo 3G” (2008), “Modelos de negócio para o jornalismo na Internet” e “Redes sociais e ciberjornalismo” (2010), “A convergência” (2012) e “Qualidade e credibilidade no ciberjornalismo” (2014) foram os temas abordados nas últimas edições.

Anúncios




História do ciberjornalismo ibero-americano contada em livro

23 02 2016

O livro Ciberperiodismo en Iberoamérica foi lançado ontem, em Madrid, pela Fundación Telefónica. Coordenado por Ramón Salaverría, professor da Universidade de Navarra, trata-se de um estudo detalhado (1995.2014) sobre o nascimento e a evolução dos média digitais de 22 países ibero-americanos, incluindo Portugal, cujo capítulo foi escrito por Helder Bastos, professor da Universidade do Porto e membro do Observatório do Ciberjornalismo.

Em 481 páginas, com milhares de dados e referências, este livro, com prólogo de Rosental Alves e uma introdução de Ramón Salaverría, reconstrói, pela primeira vez, o nciberperiodismo_en_iberoamerica-600x803ascimento, evolução e tendências dos meios digitais em todos os países ibero-americanos, da Argentina à Venezuela. Os 22 capítulos nacionais dividem-se em quatro partes: 1) contexto tecnológico; 2) história do ciberjornalismo no país; 3) perfil profissional, formação e contexto legal; e 4) futuro.

A lista dos países e autores envolvidos neste projecto, cuja produção começou há quase três anos, é a seguinte:

Prólogo. Rosental C. Alves
Ciberperiodismo en Iberoamérica: marco general. Ramón Salaverría
1. Argentina. Alejandro Rost y Fabián Bergero
2. Bolivia. Cecilia Banegas
3. Brasil. Suzana Barbosa
4. Chile. Eduardo Arriagada y José Agustín Muñiz
5. Colombia. Liliana Gutiérrez-Coba y Víctor García Perdomo
6. Costa Rica. José Luis Arce Sanabria y Laura Morales
7. Cuba. Iván Darias y Michel D. Suárez
8. Ecuador. Diana E. Rivera
9. El Salvador. Carmen Molina-Tamacas
10. España. Ramón Salaverría
11. Guatemala. Raúl Alas
12. Honduras. Marlen Perdomo
13. México. Delia Crovi
14. Nicaragua. Róger Solórzano
15. Panamá. Etelvina Hernández
16. Paraguay. Richard E. Ferreira
17. Perú. Lyudmyla Yezers’ka y Rosa Zeta
18. Portugal. Helder Bastos
19. Puerto Rico. Luis Alberto González
20. República Dominicana. Isaías Miguel Ortiz
21. Uruguay. Carina Novarese
22. Venezuela. María Eugenia Peña de Arias y Marianne Robles
23. Epílogo: Innovación en el sector de los medios. Charo Sádaba

O livro pode ser descarregado gratuitamente no site da Fundación Telefónica.