RR, Expresso, Público e ComUM vencem Prémios de Ciberjornalismo 2015

4 12 2015

A Rádio Renascença (RR) acaba de arrebatar o prémio Excelência Geral em Ciberjornalismo, conquistando assim, pela quinta vez, aquela que é a principal distinção dos Prémios de Ciberjornalismo. O meio do grupo r/com foi aliás o principal vencedor desta oitava edição dos Prémios, ao conquistar três das cinco categorias a que podia concorrer, designadamente Videojornalismo Online, com “O extraordinário mundo de Irina”, e Última Hora, com “Ataque contra jornal faz pelo menos 12 mortos em França”.

Já quando à categoria Reportagem Multimédia, a escolha do júri recaiu sobre um trabalho do Expresso, “Matar e Morrer por Alá”, enquanto que a melhor Infografia foi a do Público, com “VIH: O vírus que apareceu em Kinshasa em 1920 e alastrou para o mundo inteiro”.

Destaque ainda para a categoria Ciberjornalismo Académico, conquistada pelo ComUM, com “Por onde já não navegamos”. Um feito histórico para o cibermeio da Universidade do Minho, já que o JornalismoPortoNet (JPN), da Universidade do Porto, tinha sido o vencedor nas sete edições anteriores.

Por fim, as escolhas do público coincidiram com as do júri nas categorias Última Hora, Reportagem Multimédia e Infografia, excepto nas restantes. Em Excelência Geral em Ciberjornalismo a escolha recaiu no Observador, a de Videojornalismo Online na RR, com “Vida de Faroleiro”, e a de Ciberjornalismo Académico no JPN, com “A última memória de África”.

Os Prémios de Ciberjornalismo são atribuídos anualmente pelo Observatório de Ciberjornalismo, iniciativa que decorre desde 2008.

Anúncios