Público, Renascença, Observador e JPN vencem Prémios de Ciberjornalismo 2014

6 12 2014
O Público volta a conquistar, seis anos depois, a categoria Excelência Geral em Ciberjornalismo. Junta ainda os prémios Reportagem Multimédia e Infografia Digital.

O Público volta a conquistar, seis anos depois, a categoria Excelência Geral em Ciberjornalismo. Junta ainda os prémios Reportagem Multimédia e Infografia Digital.

O Observatório do Ciberjornalismo anunciou ontem, numa cerimónia inserida no IV Congresso Internacional de Ciberjornalismo, os vencedores da 7ª edição dos Prémios de Ciberjornalismo. O Público foi o grande vencedor de 2014, ao conquistar a categoria principal, Excelência Geral em Ciberjornalismo. Para além dessa, leva ainda para a redacção as distinções nas categorias Reportagem Multimédia, com o trabalho “Portugueses nos Campos de Concentração”, e Infografia Digital, com “As linhas da liberdade” – no âmbito das comemorações dos 40 anos do 25 de Abril.

“Tudo sobre: MH17” venceu na categoria Última Hora, distinguindo assim o estreante Observador. A Rádio Renascença (RR), presença habitual nestes prémios e Excelência Geral em Ciberjornalismo nas últimas quatro edições, destacou-se em Videojornalismo Online, com o trabalho “Prelúdio e Fuga. Uma Orquestra de Emigrantes”. Quanto à categoria Ciberjornalismo Académico, “Rádios Piratas: 25 anos depois”, do JornalismoPortoNet (JPN), foi o vencedor.

Os Prémios de Ciberjornalismo são atribuidos anualmente pelo ObCiber, iniciativa que  decorre desde 2008.


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: