Call for abstracts – V International Conference on Online Journalism

20 04 2016

The Observatório do Ciberjornalismo (ObCiber), at the University of Porto, Portugal, is now welcoming submissions for its 5th International Conference on Online Journalism, to be held at University of Porto, from 24-25 November, 2016. The main theme for conference is Online Journalists 3.0.

Abstracts – either in Portuguese, Spanish, French or English – should have 500 words and include the topic and its relevance, the hypothesis or main argument, conceptual and methodological framework, expected results and up to 5 keywords.

The proposals must be submitted using the Easychair platform. In case of doubts, the authors can contact the conference organization by email: obciber@gmail.com.

Papers can be presented at the conference in Portuguese, Spanish, French or English, but the slides must be in English.

Deadlines:

The deadline for the submission of abstracts is July 15, 2016. Authors will be informed whether or not your abstract is accepted by September 15, 2016.

The deadline for the submission of full papers is October 31, 2016. All the papers will be published in the online book of conference proceedings.

For more details, check the official Conference site.

logos2





Chamada às comunicações para o V Congresso de Ciberjornalismo

15 04 2016

A organização do V Congresso Internacional de Ciberjornalismo (#5COBCIBER) convida, a partir de hoje, os investigadores interessados a submeter, até 15 de julho de 2016, propostas de comunicações a apresentar no Congresso.

As comunicações deverão versar sobre Ciberjornalismo, com especial preferência pelo tópico deste #5COBCIBER, os ciberjornalistas dos dias de hoje ou Ciberjornalistas 3.0.

Os pormenores sobre a chamada às comunicações, bem como outras informações relevantes sobre o congresso, estão disponíveis no site do #5COBCIBER, cuja conferência de abertura estará a cargo de Mark Deuze, da Universidade de Amesterdão.logos2





“Ciberjornalistas 3.0” será o tema do #5COBCIBER

25 02 2016

O V Congresso Internacional de Ciberjornalismo (#5COBCIBER) já tem datas. Será nos dias 24 e 25 de novembro, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Quanto ao tema, esta edição versará sobre “Ciberjornalistas 3.0”.

Numa altura em que os desafios são cada vez maiores para os cibermédia e ainda mais para os profissionais que para eles trabalham, dos ciberjornalistas aos gestores de redes sociais e / ou de comunidades, este é um espaço privilegiado para a reflexão e o debate. Não apenas entre académicos, mas também com profissionais e estudantes.

Esta é uma iniciativa do Observatório do Ciberjornalismo, que de dois em dois anos congrega alguns dos maiores nomes do ciberjornalismo internacional e nacional. “Jornalismo 3G” (2008), “Modelos de negócio para o jornalismo na Internet” e “Redes sociais e ciberjornalismo” (2010), “A convergência” (2012) e “Qualidade e credibilidade no ciberjornalismo” (2014) foram os temas abordados nas últimas edições.





História do ciberjornalismo ibero-americano contada em livro

23 02 2016

O livro Ciberperiodismo en Iberoamérica foi lançado ontem, em Madrid, pela Fundación Telefónica. Coordenado por Ramón Salaverría, professor da Universidade de Navarra, trata-se de um estudo detalhado (1995.2014) sobre o nascimento e a evolução dos média digitais de 22 países ibero-americanos, incluindo Portugal, cujo capítulo foi escrito por Helder Bastos, professor da Universidade do Porto e membro do Observatório do Ciberjornalismo.

Em 481 páginas, com milhares de dados e referências, este livro, com prólogo de Rosental Alves e uma introdução de Ramón Salaverría, reconstrói, pela primeira vez, o nciberperiodismo_en_iberoamerica-600x803ascimento, evolução e tendências dos meios digitais em todos os países ibero-americanos, da Argentina à Venezuela. Os 22 capítulos nacionais dividem-se em quatro partes: 1) contexto tecnológico; 2) história do ciberjornalismo no país; 3) perfil profissional, formação e contexto legal; e 4) futuro.

A lista dos países e autores envolvidos neste projecto, cuja produção começou há quase três anos, é a seguinte:

Prólogo. Rosental C. Alves
Ciberperiodismo en Iberoamérica: marco general. Ramón Salaverría
1. Argentina. Alejandro Rost y Fabián Bergero
2. Bolivia. Cecilia Banegas
3. Brasil. Suzana Barbosa
4. Chile. Eduardo Arriagada y José Agustín Muñiz
5. Colombia. Liliana Gutiérrez-Coba y Víctor García Perdomo
6. Costa Rica. José Luis Arce Sanabria y Laura Morales
7. Cuba. Iván Darias y Michel D. Suárez
8. Ecuador. Diana E. Rivera
9. El Salvador. Carmen Molina-Tamacas
10. España. Ramón Salaverría
11. Guatemala. Raúl Alas
12. Honduras. Marlen Perdomo
13. México. Delia Crovi
14. Nicaragua. Róger Solórzano
15. Panamá. Etelvina Hernández
16. Paraguay. Richard E. Ferreira
17. Perú. Lyudmyla Yezers’ka y Rosa Zeta
18. Portugal. Helder Bastos
19. Puerto Rico. Luis Alberto González
20. República Dominicana. Isaías Miguel Ortiz
21. Uruguay. Carina Novarese
22. Venezuela. María Eugenia Peña de Arias y Marianne Robles
23. Epílogo: Innovación en el sector de los medios. Charo Sádaba

O livro pode ser descarregado gratuitamente no site da Fundación Telefónica.





RR, Expresso, Público e ComUM vencem Prémios de Ciberjornalismo 2015

4 12 2015

A Rádio Renascença (RR) acaba de arrebatar o prémio Excelência Geral em Ciberjornalismo, conquistando assim, pela quinta vez, aquela que é a principal distinção dos Prémios de Ciberjornalismo. O meio do grupo r/com foi aliás o principal vencedor desta oitava edição dos Prémios, ao conquistar três das cinco categorias a que podia concorrer, designadamente Videojornalismo Online, com “O extraordinário mundo de Irina”, e Última Hora, com “Ataque contra jornal faz pelo menos 12 mortos em França”.

Já quando à categoria Reportagem Multimédia, a escolha do júri recaiu sobre um trabalho do Expresso, “Matar e Morrer por Alá”, enquanto que a melhor Infografia foi a do Público, com “VIH: O vírus que apareceu em Kinshasa em 1920 e alastrou para o mundo inteiro”.

Destaque ainda para a categoria Ciberjornalismo Académico, conquistada pelo ComUM, com “Por onde já não navegamos”. Um feito histórico para o cibermeio da Universidade do Minho, já que o JornalismoPortoNet (JPN), da Universidade do Porto, tinha sido o vencedor nas sete edições anteriores.

Por fim, as escolhas do público coincidiram com as do júri nas categorias Última Hora, Reportagem Multimédia e Infografia, excepto nas restantes. Em Excelência Geral em Ciberjornalismo a escolha recaiu no Observador, a de Videojornalismo Online na RR, com “Vida de Faroleiro”, e a de Ciberjornalismo Académico no JPN, com “A última memória de África”.

Os Prémios de Ciberjornalismo são atribuídos anualmente pelo Observatório de Ciberjornalismo, iniciativa que decorre desde 2008.





III Jornadas ObCiber: Cartaz/Programa

28 11 2015

cartaz_3_jornadas_obciber_2015





III Jornadas ObCiber: Programa

26 11 2015

III JORNADAS OBCIBER, 4 de dezembro de 2015

Polo de Ciências da Comunicação da U.Porto

20 anos de ciberjornalismo em Portugal

 

PROGRAMA

09h45 Sessão de Abertura

10h00 Conferência de Abertura – “Duas décadas de ciberjornalismo: utopias, conquistas e deceções”, Helder Bastos (Univ. do Porto)

11h00 Pausa para café

11h15 Conferência – “O jornalismo em 2025: o que mudou na última década”, João Canavilhas (Univ. da Beira Interior)

12h00 Painel “O futuro do ciberjornalismo” – Moderador: Isabel Reis

     Luís Santos (Univ. do Minho)

     Miguel Conde Coutinho (Editor-adjunto do JN Online)

     Tiago Dias (Lusa, ex-editor do JPN)

13h00 Almoço livre

15h00 Painel “Experiências académicas” – Moderador: Pedro Jerónimo

      Anabela Gradim (Diretora do Urbi & Orbi)

      Rui Barros (Diretor do ComUM)

      Afonso Ré Lau (Antigo colaborador do JPN)

15h45 Pausa para café

16h00 Conferência –  “Do ObCiber à RIIC: Investigar em rede”, Fernando Zamith (Univ. do Porto)

17h00 Anúncio e Entrega dos Prémios de Ciberjornalismo 2015

17h30 Apresentação do livro Ciberjornalismo de proximidade, de Pedro Jerónimo

18h00 Apresentação do livro Origens e evolução do ciberjornalismo em Portugal: Os primeiros vinte anos (1995-2015), de Helder Bastos

 

Organização: Observatório do Ciberjornalismo

Apoios: Media Innovation Labs (MIL), da Universidade do Porto; CETAC.MEDIA

Entrada livre








Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 1.250 outros seguidores